Buscar
  • estarcomunicacao

Papatinho

Made in Brasil


Tiago da Cal Alves, mais conhecido como Papatinho, uma variação de “sapatinho”, recebeu o apelido na adolescência pelo jeito tranquilo, dos amigos de infância Ari, Batoré, Cert, Maomé e Rany Money, futuramente conhecidos em todo Brasil como integrantes da Cone Crew Diretoria. Enquanto os cinco rimavam, percebeu que poderia se expressar melhor por meio das batidas e, com o grupo, iniciou a carreira de forma autodidata e logo conquistou o respeito da indústria musical. Desde o uso do sample de “I Put a Spell On You”, clássico na voz de Nina Simone abrasileirado para o rap underground de “Chama os Mulekes”, até sucessos do mainstream como “Onda Diferente” e “Tá com o Papato”, Papatinho prova que a versatilidade é sua grande qualidade e, assim, firma-se entre os maiores produtores do mundo.


O reconhecimento como produtor e beatmaker no meio artístico cresceu e logo fez com que Papatinho ampliasse as parcerias de sua carreira solo. Entre elas, estão alguns dos principais artistas brasileiros como Anitta, Criolo, Marcelo D2, Gabriel O Pensador, Black Alien, Sabotage, Marcelo Yuka, Mr. Catra e Ludmilla. O reconhecimento como um dos maiores produtores do Brasil fez com que Papatinho atravessasse fronteiras. Suas parcerias internacionais já contém nomes como Will.I.Am e os Black Eyed Peas, Snoop Dogg, The Game, Travis Baker, Scott Storch, Maejor e Tyga.


Papatinho também é conhecido pelo incansável gosto pelo trabalho. Foram 56 produções lançadas em 2019 e 52 em 2020, totalizando uma média superior a uma música por semana. E não é só a quantidade de produções que chamam a atenção, mas também a qualidade. No Prêmio Multishow de 2019, Papatinho foi premiado nas categorias “Álbum do Ano” pela produção de “Abaixo de Zero: Hello Hell”; e “Música Chiclete”, por “Onda Diferente”, faixa presente no álbum “Kisses”, da Anitta, indicado ao Grammy Latino.


Essa compulsão pelo seu ofício ainda inspirou o título e conceito do seu primeiro álbum, “Workaholic”, com previsão de lançamento ainda em 2021. Entre as participações confirmadas, estão Anitta, Seu Jorge, Ferrugem, Black Alien, Xamã e muitos outros. Enquanto o projeto não é lançado, Papatinho segue no seu habitat natural, no estúdio da Papatunes, a fábrica de todos os seus hits. Inclusive, é com a Papatunes Records, seu selo, que ele fez despontar artistas como L7NNON, Orochi e a volta do lendário rapper Black Alien.


Papatinho também é o anfitrião do “Baile do Papato”, festa que antes da pandemia chegava a reunir mais de três mil pessoas e contou com participações de peso como Seu Jorge e Ferrugem.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo