Buscar
  • estarcomunicacao

Quitéria Chagas completa 20 anos de Carnaval

Aos 40 anos de idade, artista é a rainha de bateria do Império Serrano


SAMBA ENREDO: https://www.youtube.com/watch?v=AtocxmtGdts

TRECHO LETRA: “Sou a guardiã de nossa história. Vim mostrar o meu valor! Tenho sangue de Dandara. A nobreza de Benguela! Sou alteza da favela! Quem diz que mulher não é valente? IMPERIANA, PRESENTE! Eu sou raiz, filha desse chão: resisto a qualquer opressão!”


Se o Império Serrano luta anualmente por notas 10 na Sapucaí, a rainha de bateria já é nota 20! Quitéria Chagas tem muitos motivos para fazer de 2020 o ano mais especial de sua vida. Mãe, negra, doula e feminista desde seus 15 anos, quando solenemente dava seus primeiros passos no samba, Quitéria defenderá a agremiação de Madureira orgulhosamente por questões profissionais e pessoais. O tema da sua escola de coração, neste ano, é praticamente uma bênção para sua despedida da avenida. Aos 40 anos de idade e na sua melhor forma, ela se despede definitivamente da Sapucaí completando 20 anos de sambódromo e abraçando o tema ‘Lugar de Mulher é Onde Ela Quiser’.


Biografia: Quitéria Chagas começou cedo com a sua paixão pela dança. Aos 2 anos de idade, iniciou seus primeiros passos de dança no balé clássico e aos 15 anos teve aulas Carlinhos de Jesus, aprendendo com ele a sambar, e especializou-se em diversas danças como balé, jazz, sapateado, dança afro e dança do ventre e, por fim, a faculdade de dança. Seu envolvimento com os mais variados estilos de dança, fez com que aperfeiçoasse ainda seu desempenho, fazendo com que criasse um estilo próprio. Em 2003, Quitéria recebeu um convite para desfilar como destaque da GRES Império Serrano, e em 2006 para ser Rainha de Bateria estabelecendo longo reinado na verde e branco de Madureira.


Residindo em Milão, atualmente, Quitéria especializou-se em Doula e agregada à sua formação em Psicologia e com o intuito de apoiar emocionalmente, fisicamente e psicologicamente, além de encorajar, acolher, informar procedimentos de rotina dos hospitais e médicos, sobre o parto, pós-parto quanto a emoções, dores e direitos.


Recentemente, Quitéria foi escolhida pela revista Marie Claire Austrália para estrelar um editorial de passo a passo "Como é ser uma Rainha de Bateria". Com um feedback positivo, o editorial foi publicado, também, na Marie Claire de Londres e África do Sul. Em 2012, Quitéria foi madrinha de bateria da escola paulista GRES Unidos de Vila Maria, a convite do Carnavalesco Chico Spinoza e musa da GRES Vila Isabel por Rosa Magalhães, no Rio. Por dois anos seguidos, Quitéria foi Rainha de Bateria na Argentina, por meio de um projeto cultural que visa o ensinamento e compartilhamento das festividades carnavalescas com outros povos latinos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo