top of page
  • Foto do escritorestarcomunicacao

A Braba É Ela 2

Pocah se junta a Pabllo Vittar e L7NNON em um EP que evidencia sua versatilidade como artista


Em setembro deste ano, Pocah iniciou uma nova fase de sua carreira revisitando suas raízes. Com o EP "A BRABA É ELA", a artista fez uma homenagem ao funk carioca e navegou por diferentes vertentes do gênero, revivendo as sonoridades de quando ainda se apresentava como MC Pocahontas nos bailes de Duque de Caxias. Mais feroz do que nunca, a cantora lança "A BRABA É ELA 2", nesta sexta-feira (17/11), mesclando suas raízes e inspirações e evidenciando sua versatilidade como cantora. Em faixas que passeiam por diferentes estilos musicais e acompanhada de nomes de peso no mercado musical, Pocah dá mais um passo certeiro e pretende encerrar o ano de 2023 com chave de ouro.


Neste novo trabalho, Pocah canta sobre temas que nortearam sua carreira ao longo dos anos, como empoderamento feminino e liberdade sexual, além de abrir seu coração e cantar sobre amor. Mesmo sendo um trabalho que bebe da fonte do funk, que foi o fio condutor do primeiro volume de "A BRABA É ELA", o segundo EP expande as referências de Pocah como uma artista completa e versátil, passeando por gêneros como pop, R&B, piseiro e hip-hop. Sobre as influências para "A BRABA É ELA 2", Pocah conta: "Eu sou funkeira, tenho muito orgulho disso, mas algo que eu sempre defendi e não vejo muita luz sobre esse assunto é que funkeiro também é artista completo e versátil. O Brasil é um país muito plural musicalmente e, na minha juventude, eu me inspirei em diversos gêneros e segmentos. A 'braba' está no baile funk mas também sabe falar de amor e dançar arrocha. As pessoas vão poder conhecer ainda mais fundo quem eu sou como artista".


O EP de 4 faixas começa com "Hoje Eu Tô Solta", acompanhada de L7NNON, o rapper brasileiro mais ouvido no Brasil atualmente. Nesta música, Pocah canta sobre curtir a noite de forma livre sem nenhum tipo de amarras para viver seus sentimentos. Produzida por Papatinho, a faixa mistura funk com batidas viciantes de hip-hop. Em seguida vem “Bandidona", um funk com participações de Biel do Furduncinho, Papatinho e Pabllo Vittar – fazendo alusão ao sucesso das duas de 2020, chamado "Bandida". A faixa-foco do EP vem acompanhada de um clipe onde retrata Pocah em um concurso de bronze realizado em uma comunidade carioca, referência direta do clipe “Bandida” onde Pocah e Pabllo gravaram a cena icônica de ambas com biquíni de fita isolante dentro de uma câmera de bronzeamento.


"A BRABA É ELA 2" segue com "Efeito Dominó", uma mistura de pop com R&B e música romântica, em que Pocah abre o coração para falar sobre os sentimentos amorosos que permeiam seu atual relacionamento. Terminando o EP em grande estilo, ela apresenta “Loba", faixa que promete chamar atenção dos ouvintes. A canção é um piseiro com uma proposta mais pop em sua produção. As influências desta faixa são Joelma e Mylla Karvalho, vocalista paraenses conhecidas nacionalmente pela contribuição para o gênero calypso.


O EP chega em todas as plataformas digitais no dia 17 de novembro, acompanhado de um clipe para a faixa-foco "Bandidona". No clipe, Pocah, Pabllo, Biel e Papatinho dominam uma comunidade carioca com o clima contagiante do funk. "A BRABA É ELA 2" encerra os lançamentos de Pocah em 2023 abrindo terreno para o primeiro álbum de estúdio da artista, "Cria De Caxias", que chega no primeiro semestre de 2024.



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page